Respeito acima de tudo

itimura-abril-respeito

Acredito que muitos de nós já passamos por situações constrangedoras, me lembro das frases que foram jogadas aos ventos quando participávamos em eventos das corridas de rua, frases desmotivadoras que deixariam incentivos como última opção.

Quem nunca escutou frases como “ESSES GORDINHOS QUE FINGE QUE CORRE E SÓ ATRAPALHA” ou “SAI DA FRENTE PERNA DE PAU” e outras que prefiro não comentar. Uma madruga no final de semana estava assistindo a transmissão da Maratona de Paris e em seguida a Maratona de Roterdã, sou admirador da maratona e tenho respeito pelos participantes que se comprometem buscar seus sonhos e seus objetivos, mas infelizmente tive tristeza de ouvir comentários do narrador, na chegada da modalidade feminina, onde citou a frase “ESSES RETARDATÁRIOS QUE CORREM PARA TER UM MINUTO DE FAMA E APARECER NA FRENTE DELAS” o retardatário que ele citou estava chegando na maratona categoria masculina no tempo de 2:25:49, um tempo que considero incrível e que muitos de nós gostaríamos de fazer esse tempo, ele chegou 6 centésimos de segundo na frente da ganhadora feminina, naquele momento, acredito que o atleta só queria terminar a sua corrida e tentando fazer o melhor. As emissoras podem ter a exclusividades em fazer o evento só para os 5 corredores de cada categoria e transmitir a corrida sem mais nenhum participante, assim os “RETARDATÁRIOS” não atrapalharia os clicks ou imagem deles.

Sempre acreditei e acredito que o esporte no modo geral é grande ferramenta para mudança das pessoas, tive prazer em poder presenciar diversas conquistas pessoais, não sou treinador e nem ministro aulas de educação física, sou simplesmente apaixonado em correr no meu tempo e no meu limite, adoro apreciar locais por onde corro e incentivo as pessoas que nela busca suas mudanças. Corro praticamente todos os dias, me lembro de um amigo dizendo que correr é que nem comer arroz com feijão, você acostuma e não consegue viver sem. Nesse mundo das corridas de rua presenciei muitas mudanças, pessoas querendo aprender a correr e que não conseguia correr nem 100 metros, hoje, é gratificante ver as conquistas delas terminando suas meias maratonas, no seu tempo proposto.

Me lembro de uma amiga dizendo:

“Se um dia alguém te perguntar em quanto tempo você irá fazer a sua maratona, diga que o seu tempo é de 42km 195 metros”

As pessoas não nasceram correndo, todos nós aprendemos a engatinhar primeiro antes de começar a andar e depois a correr, não passar dos limites do corpo e aproveitar as conquistas, seja 1km ou 100km, mas respeitar quem nela participa, o tempo é consequência desse bom divertimento.

 

“O importante não é chegar primeiro e sim em participar. A grande essência das corridas de rua não é de vencer, mas de praticar atividades físicas em busca da vida e da saúde”

Comentários

  • Magda Abaid

    Concordo plenamente, a superação é indivudual e todos que conseguem atingir seu objetivo pessoal e mais q vencedor, é importante q cada um respeite ao outro e enxergue essa conquista com os mesmos olhos!! Falou tudo” Respeito ” acima de tudo pra tudo !! Grandre mestre Itimura!!

  • Felipe Nery

    Muito bom o texto, já escutei algumas frases dessas em corridas e até olhares que nos desmotivam, mas lembro que estou ali não para mostra para alguém que posso correr mas sim porque gosto e não quero ficar sem a corrida. Acredito fielmente que a corrida tem um poder enorme de mudar nossa vida e nos ensinar muito.

Deixar um comentário