corredores matutinos

Qual é o seu horário preferido para correr: pela manhã, à tarde ou de noite? Se você é daqueles que acorda e já calça os tênis para treinar, de acordo com um novo estudo da Universidade de Montreal, no Canadá – publicado no jornal científicoCell Metabolism –, quer dizer que aproveita mais a atividade física.

A pesquisa foi feita com camundongos e a teoria levantada pelos cientistas está relacionada com a leptina. Este hormônio atua diretamente no sentimento de satisfação. Quando acaba-se de comer, por exemplo, sua produção é aumentada e, assim, cessa a fome.

Os pesquisadores examinaram o impacto da leptina no cérebro dos camundongos. Em um grupo de animais, a sinalização do hormônio foi interrompida, “enganando” o cérebro do bicho, que acreditava que os níveis de leptina estavam baixos. O outro grupo não sofreu nenhum tipo de interferência. Os camundongos do primeiro grupo correram na roda de exercícios o dobro dos animais do segundo grupo.

De acordo com Stephanie Fulton, autora da pesquisa, esta tese pode ser aplicada aos humanos. Ou seja, baixos níveis de leptina podem fazer você se exercitar por mais tempo aproveitando o treino – e a hora do dia em que estes níveis estão mais baixos é pela manhã.

Se analisada de maneira histórica, esta teoria faz sentido. Antigamente, quando os seres humanos precisavam caçar para ter comida, era importante que, apesar da fome e do gasto energético, eles tivessem vigor para ir atrás de caça, mesmo que precisassem andar por horas.

Contudo, é sempre fundamental ressaltar a importância da alimentação adequada antes da prática de qualquer exercício físico. Desta forma, seu treino será mais prazeroso. Veja dicas de um bom café da manhã!

Texto escrito por: Olavo Guerra – Sua Corrida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *